Uma sequoia caiu na floresta

Há mais de 3 mil anos, o salmista escreveu: “Quando os fundamentos são destruídos, que pode fazer o justo?” (Salmo 11:3).

Os fundamentos, valores e princípios são a base de uma vida íntegra e de uma sociedade justa. Tais princípios são legados aos seres humanos pela sua família. A família é a instituição que Deus criou para a felicidade dos indivíduos e das nações. Se esses valores – e a própria família – são atacados, toda a civilização corre o risco de desmoronar.

Uma sequoia caiu na floresta. Sequoias são árvores gigantes, os maiores seres vivos do planeta. O tronco de uma sequóia é tão grosso que nele pode ser escavado um túnel pelo qual os automóveis trafegam. A vida de uma sequoia é tão longa que chega a alcançar milhares de anos. A altura de uma sequoia é tão grande que pode atingir centenas de metros. Mesmo assim, na floresta, uma sequoia caiu. Consternados, os cientistas procuraram descobrir a razão do acontecimento. Chegaram à conclusão de que o colosso milenar havia tombado porque, ao longo dos anos, multidões de turistas haviam caminhado sobre as suas raízes, enfraquecendo a sua base. A árvore caiu porque seus fundamentos haviam sido destruídos.

Vivemos em uma época na qual forças tremendas se unem para solapar a base da sociedade. As famílias sofrem com a infidelidade, com o divórcio, com o conflito de gerações, com a violência doméstica, com o questionamento do casamento tradicional, com o ataque aos papéis do pai e da mãe, com o ensino de ideologia de gênero, com a promoção da erotização das crianças, com a divulgação do ocultismo e com outros males semelhantes.

Como consequência, temos adolescentes se matando por causa de jogos da internet, cracolândias se espalhando pelas grandes cidades, famílias aparecendo nas páginas policiais dos jornais, casos de abuso infantil se transformando em epidemia e um país mergulhado em um mar de corrupção

A situação que vemos ao nosso redor é, de fato, alarmante. E se não nos posicionarmos firmemente, a tendência é de que as coisas venham a piorar. Sendo assim, o que devemos fazer? No caso das sequoias, a solução que os cientistas encontraram foi colocar cercas ao redor das árvores, a fim de proteger suas raízes. Desse modo, as gigantes belas e altivas puderam permanecer de pé. Bem faremos se imitarmos esse exemplo.

Temos que zelar com cuidado por nossas famílias, nossos valores e nossos entes queridos. Devemos promover os princípios verdadeiros e seguros encontrados na Palavra de Deus. Precisamos defender os fundamentos sobre os quais se ergue a sociedade.

Marcelo Aguiar é pastor da Igreja Batista em Mata da Praia