EUA cancela encontro com a Coreia do Norte

Foto: The Independent

“Você fala sobre suas capacidades nucleares, mas a nossa é tão massiva e poderosa que rezo a Deus para que ela nunca precise ser usada”, diz trecho da carta de Trump a Kim Jong-un.

No dia em que a Coreia do Norte destruiu as instalações nucleares de Punngye-ri perante jornalistas estrangeiros, Donald Trump cancelou a cimeira com Kim Jong-un que estava prevista para o próximo dia 12 de junho.

O líder norte-americano escreveu uma carta ao norte-coreano a informá-lo desta sua decisão e a explicar os motivos para o cancelamento da tão aguardada cimeira.

O anúncio deste cancelamento foi feito pela Casa Branca que divulgou a carta de Trump a Kim Jong-un. Em alguns trechos, o presidente Trump diz:

“Eu estava na expectativa de encontrá-lo. Infelizmente, baseado na enorme raiva e na hostilidade aberta expressadas em seu comunicado mais recente, sinto que é inapropriado, neste momento, realizar essa reunião há tanto tempo planejada. (…) essa carta atesta que a cúpula de Singapura, pelo bem dos dois lados, mas para detrimento do mundo, não acontecerá. Você fala sobre suas capacidades nucleares, mas a nossa é tão massiva e poderosa que rezo a Deus para que ela nunca precise ser usada. Eu achei que um diálogo maravilhoso estava sendo construído entre você e eu, e, no fim das contas, esse é o único diálogo que importa”, declara.

Carta divulgada no Twitter da Casa Branca

Com informações de Mundo ao Minuto


Leia mais

Aproveite as promoções especiais na Loja da Comunhão!