“Não há risco de Sarampo se espalhar pelo país”

A declaração é do Ministro de Saúde, Ricardo Barros, após participar hoje (08) de uma reunião do Comitê Cadeia produtiva da Saúde, na Federação das Indústrias de São Paulo.

A afirmação é por conta dos 30 casos suspeitos de sarampo em Roraima. Até agora, uma pessoa morreu e seis casos estão sendo investigados. O ministro afirmou que a doença está sob controle no país desde 2016 e que não há risco de que ela volte a se espalhar.

Ricardo afirmou que o Ministério da Saúde determinou a vacinação de 400 mil pessoas para bloquear a possibilidade do sarampo retornar. “Há dois anos declaramos a eliminação do sarampo no Brasil e agora estamos com esses casos importados da Venezuela. A situação não é preocupante porque está sob controle e as medidas estão tomadas. Todos os casos identificados são importados da Venezuela e não há nenhum autóctone do Brasil”.

No encontro ele também falou sobre a febre amarela. Barros avaliou que a maioria das pessoas só procuram as Unidades de Saúde quando começam as primeiras notícias e depois deixam de vacinar. “Nós vamos manter a vacinação, os estados estão prorrogando as campanhas e vamos buscar alcançar os 95% de cobertura nas áreas que foram recomendadas pelos estados e nos municípios que estão em campanha. Vamos estender a campanha para alcançar o objetivo”.

Com informações da Agência Brasil

Aproveite as promoções especiais na Loja da Comunhão!