Entrevista com o escritor Gary Chapman

Escritor Gary Chapman. Foto: Reprodução Web

Conheça mais sobre o livro “As cinco linguagens do amor contadas às crianças”.

O renomado escritor Gary Chapman lançou no Brasil, pela editora Thomas Nelson, o livroAs Cinco Linguagens do Amor contadas às Crianças”.

Ao longo de sua carreira como autor, você sempre explorou a ideia de que as pessoas têm cinco maneiras de demonstrar e receber amor. Poderia nos dizer de onde veio esse conceito?
Gary Chapman: Eu descobri as cinco linguagens do amor, retomando as anotações que tinha feito ao longo de doze anos, na época em que aconselhava outras pessoas. Eu estava formulando as perguntas quando alguém disse, em meu escritório: “Eu sinto que meu cônjuge não me ama.” O que eles queriam? Do que eles estavam reclamando? Suas respostas resultaram nas cinco categorias. Mais tarde, chamei-as de “As cinco linguagens do amor”.

Como foi a experiência de escrever esse conceito, em especial agora,para as crianças? Foi um desafio?
Passo a maior parte do meu tempo de aconselhamento com os adultos por isso foi um desafio tentar entrar no mundo da criança. Minha esposa Karolyn e eu temos dois filhos crescidos, mas não somos tão velhos assim para não lembrarmos de quando eram pequenos. E agora temos dois netos e assim estamos de volta ao mundo das crianças. Eu sempre amei contar histórias para os meus filhos e agora para os meus netos, então era uma questão de transformar essa história informal em uma história que iria capturar o significado das Cinco Linguagens do Amor.

Em sua opinião, qual é a importância das crianças entenderem esse conceito?
Em primeiro lugar, toda criança precisa de amor. É uma necessidade fundamental e emocional para toda a criança. Assim, um livro sobre o amor ajuda a trazer essa necessidade para a superfície. Desde que escrevi o meu livro original, eu sempre acreditei que as crianças poderiam entender o conceito de que as pessoas têm diferentes linguagens do amor. Se as crianças conseguem aprender esta lição bem cedo, então elas estarão mais propensas a amar os outros enquanto crescem. Eles também irão entender o que faz com que se sintam amadas e podem dizer para seus pais: “Eu preciso de um abraço”, se o contato físico é o seu idioma principal. Assim, elas podem comunicar a sua necessidade de amor em vez de agir em relação a essa necessidade de uma maneira negativa.

Como este livro pode ajudar pais e professores a falar de amor, um conceito que, em geral, é muito difícil de se ensinar?
Amor é algo abstrato é difícil de falar a respeito, mas o amor expresso em uma história torna tudo muito mais fácil. As crianças adoram animais. Portanto, usando uma loja de animais como cenário para uma festa de aniversário tece o conceito de amor em uma história feliz. A maioria dos pais quer que seus filhos se sintam amados. Eu acho que este livro ajuda os pais a inserir o conceito na mente da criança de uma forma divertida.

Como o conceito das cinco linguagens do amor pode afetar o futuro dessas crianças?
Se uma criança cresce se sentindo amada pelos pais, ela cresce emocionalmente saudável. Mas, se uma criança não se sente amada pelos pais, ela vai crescer com muitas lutas internas, e na adolescência vai à procura de amor em lugares errados. Encorajamos os pais a darem às crianças doses pesadas de sua linguagem do amor primário e, em seguida, a salpicar os outros quatro tipos de amor. Queremos que a criança aprenda a dar e receber amor em todas as cinco linguagens. Isso produz um adulto emocionalmente saudável.

A MATÉRIA ACIMA É UMA REPUBLICAÇÃO DA REVISTA COMUNHÃO. FATOS, COMENTÁRIOS E OPINIÕES CONTIDOS NO TEXTO SE REFEREM À ÉPOCA EM QUE A MATÉRIA FOI ESCRITA.

Aproveite as promoções especiais na Loja da Comunhão!