Eleições em Israel podem ser antecipadas

Foto: Reprodução

Acuado por processos e diante de delações de aliados, primeiro-ministro, Israel Benjamin busca tirar foco de investigações e por isso quer antecipar eleições.

Eleições em Israel – O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, anunciou a convocação de eleições gerais antecipadas no país. Elas estão previstas para o início de 2019.

Benjamin se referiu à investigação de seu caso e disse que acredita que “nenhuma acusação será feita contra mim”. E acrescentou que “não há conexão entre a data das eleições e as investigações, simplesmente isto não é considerado”.

Na reunião dos líderes do partido, falamos sobre como as eleições são realizadas no final do ano. E a ideia é como fazer isso sem minar a estabilidade.

O primeiro-ministro Benjamin Netanyahu disse que, se os esforços para encontrar uma solução para as questões em disputa na coalizão não forem bem-sucedidos, as eleições serão antecipadas.

Numa conferência de imprensa durante a qual ele declarou o próximo Presidente do Banco de Israel, Netanyahu acrescentou: “Estamos fazendo um esforço para resolver o problema de recrutamento e outras questões.

O maior obstáculo na coalisão de Benjamin Netanyahu são os judeus ultra-ortodoxos que não querem se comprometer no recrutamento de jovens religiosos para as fileiras das Forças de Defesa de Israel. Os partidos de centro direita e de esquerda, por sua vez, pressionam para que haja igualdade no dever de servir ao país.

*Com informações de Cafetorah


Leia mais

Judeus comemoram 70 anos do Estado de Israel
Israel libera passagem à palestinos para festa religiosa

Aproveite as promoções especiais na Loja da Comunhão!