Netflix compra direitos de exibição de filme sobre Edir Macedo

Com direção de Alexandre Avancini, a cinebiografia do fundador da Igreja Universal do Reino de Deus estreia nos cinemas no dia 1º de fevereiro de 2018

“Nada a Perder”, filme sobre Edir Macedo, será disponibilizado nos 190 territórios onde a Netflix atua três meses depois do lançamento do longa-metragem nos cinemas.

Segundo o colunista Flávio Rico, do UOL, a transação envolveu o maior valor já pago pela gigante do ramo do streaming por um filme com diálogos em língua não-inglesa.
Segundo Rico, o acordo foi arquitetado por Douglas Tavolaro, vice presidente de jornalismo da Rede Record, empresa que tem Macedo como proprietário desde o começo da década de 1990.

A cinebiografia do fundador da Igreja Universal do Reino de Deus, denominação neopentecostal que se tornou símbolo da chamada Teologia da Prosperidade e tem uma história marcada por escândalos, tem potencial de se tornar mais um sucesso de público.

“Os Dez Mandamentos – O Filme”, produzido pela Record com base em uma novela da emissora, teve uma carreira no circuito comercial pautada por controvérsias, mas atingiu a marca de 11,3 milhões de ingressos vendidos, superando “Tropa de Elite 2” como a produção nacional com o maior número oficial de espectadores nos cinemas em todos os tempos.

Segundo o UOL, depois que entrar no catálogo da Netflix, Nada a Perder terá cinco anos de exclusividade no serviço de streaming, ficando de fora de outros serviços de VOD.

A cinebiografia de Macedo foi dividade em duas partes. Com direção de Alexandre Avancini, “Nada a Perder – Parte 1” estreia nos cinemas no dia 1º de fevereiro de 2018. Petrônio Gontijo interpreta o papel principal em um elenco que também conta com Dalton Vigh, Beth Goulart, André Gonçalves e Day Mesquita.