Três dicas de sucesso para salvar as novas gerações

Precisamos ajudar os filhos da igreja a permanecerem fiéis em meio as influências negativas do dia a dia

Vivemos num contexto de aceitação e diversidade, no entanto nunca vimos tantos rótulos e preconceitos relativos as novas gerações. A insegurança do novo, geralmente gera críticas. Contudo, isso não contribui para que as novas gerações sejam, de fato, indivíduos que exercem seu papel social e espiritual de forma significativa.

O impacto das tecnologias, informações e filosofias é real na vida de todos nós, muito mais na vida de quem já nasce inserido nesse contexto. Mas isso não é novo, a Bíblia conta sobre jovens hebreus que foram conduzidos à Babilônia, contudo não se contaminaram com as influências do meio em que viviam (Daniel 1:1-17). Qual o segredo desses jovens? Como podemos ajudar os filhos da igreja a permanecerem fiéis e a prova de fogo? Nesse artigo apresentaremos três dicas para você que vive nesse contexto e quer ajudar crianças e adolescentes a desfrutarem de todos os recursos disponíveis, mas, ao mesmo tempo, permanecerem fieis a Deus.

Dica 1 – Comunhão (Daniel 6:10)

A oração nos aproxima de Deus. Precisamos orar por essa geração, e com os filhos da igreja. Ao mesmo tempo, precisamos gastar tempo estudando a Bíblia – porque sabemos que é nela que encontramos a salvação e a vida eterna. A Bíblia é a mensagem que Deus nos deixou e a comunhão completa com Deus acontece quando há oração e leitura dos textos Bíblicos. Converse com seus filhos sobre a Bíblia, escolham versos ou histórias, leiam e conversem sobre eles, isso formará um jovem fortalecido na palavra e pronto para ser fiel em meio as influências negativas do dia a dia. A Bíblia fala assim: “Cada palavra de Deus é comprovadamente pura; ele é um escudo para quem nele se refugia. ”Prov. 30:5 e 6

Nosso papel cristão é promover nos adolescentes a consciência de que são uma geração poderosa que pode impactar o mundo.

Dica 2 – Reputação a zelar

A palavra é poderosa e pode ser usada para o bem ou para o mal. Quando falam algo positivo sobre nós, tendemos a querer agir conforme fomos julgados, o contrário também acontece. Um adolescente que ouve que é inconsequente ou “aborrescente” acaba por justificar suas ações nos rótulos que recebeu. No entanto, a Bíblia fala sobre quem somos: “Vocês, porém, são geração eleita, sacerdócio real, nação santa, povo exclusivo de Deus, para anunciar as grandezas daquele que os chamou das trevas para a sua maravilhosa luz.” 1 Pedro 2:9. Essa é a reputação que eles necessitam, precisamos motivá-los com palavras de incentivo e não trazer maldição a eles. Nosso papel cristão é promover nos adolescentes a consciência de que são uma geração poderosa que pode impactar o mundo e capaz de suportar as pressões que enfrentam.

Dica 3 – Engajamento

O que pode causar tantos casos de depressão nessa geração. Deus tem mostrado que os nossos adolescentes precisam sentir-se úteis. Os seus hormônios e transformações para a vida adulta lhes dão muita energia, contudo não há onde gastá-la. Por isso, muitos se perdem nos vícios buscando uma felicidade que seria encontrada em atividades de serviço. Torná-los mais envolvidos no serviço da igreja nos vários ministérios e também envolvê-los no trabalho de ajuda humanitária, projetos sociais, poderá trazer cura tanto aos atendidos, quanto aos adolescentes, que se sentirão mais úteis. O engajamento do adolescente, certamente trará salvação à sua vida.

*Por Fabiola GuedesGraduada letras, especialista em psicopedagia e marketing educacional e líder do Ministério da Criança e do Adolescente da Igreja Adventista do Sétimo Dia para os estados do Rio de Janeiro, Minas Gerais e Espírito Santo


leia mais

Estudante adventista é destaque na Olimpíada de Astronomia
Brumadinho – Adventistas mobilizam ajuda humanitária
Curitiba – Jovens adventistas levam saúde e solidariedade

Aproveite as promoções especiais na Loja da Comunhão!