Dia Mundial do Meio Ambiente: Ações podem preservar o planeta

Represa de Duas Bocas, no Espírito Santo. Foto: Leonardo Merçon/Últimos Refúgios

A data foi estabelecida pela Organização das Nações Unidas, em 1972, e visa a garantir ações para a preservação do meio ambiente

O Dia Mundial do Meio Ambiente, comemorado nesta terça-feira (05), é adotado por vários países a fim de preservar e discutir práticas para a melhora da vida no planeta. A data foi recomendada pela Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente, realizada em 1972, em Estocolmo, na Suécia.

No Brasil, a Organização das Nações Unidas (ONU) Meio Ambiente é a principal autoridade global responsável alertar a sociedade para a redução de produção e consumo excessivo de produtos poluentes.

De acordo com a ONU Meio Ambiente, um dos maiores problemas que o planeta enfrenta é o descarte indevido de plástico em mares, rios, praias, florestas, entre outros lugares. Por ano, são utilizadas mais de 5 trilhões de sacolas plásticas em todo o mundo.

Foto: Alain Bachellier / Flickr

E o problema não termina aí. A organização informou ainda que a cada minuto, 1 milhão de garrafas plásticas são consumidas e que 90% da água engarrafada contém microplásticos, o que também prejudica a saúde. Boa parte destas garrafas são descartadas em locais inapropriadas, o que pode acarretar a mortalidade da vida marinha, e um descontrole no bioma marinho.

Por isso, nesta terça, a ONU Meio Ambiente comemora a data promovendo a campanha “Mares Limpos”, que visa a evitar que o lixo se estenda aos ambientes marinhos e mobilize a sociedade e entidades governamentais para o problema que se tornar ainda maior no futuro.

Outro assunto considerado um agravante no meio é o aquecimento global. Enfrentá-lo tem sido um dos maiores desafios das populações ao redor do mundo. Atividades que provocam o desmatamento, como a queima de combustíveis fósseis (carvão, petróleo e derivados), a agropecuária, o desperdício de alimentos e a produção de energia elétrica, geram gases de efeito estufa (GEE) na atmosfera, que causam o aquecimento global e as alterações do clima no planeta.

Segundo o diretor-presidente do Instituto Akatu, Helio Mattar, esse fenômeno tem piorado por causa dos atuais padrões de produção e consumo. “Como consequências temos a incidência de secas, enchentes, tempestades, derretimento das geleiras que ameaçam a disponibilidade de água, de alimentos e de energia no mundo todo – mesmo que a maioria não perceba a conexão entre esses problemas e as suas próprias atitudes”, enfatizou.

SEMANA DO MEIO AMBIENTE

Para comemorar a Semana do Meio Ambiente, criada por meio do Decreto Federal 86.028, de 27 de maio de 1981, o governo brasileiro também estabeleceu que neste período em todo território nacional se promovesse ações que tenham a finalidade de apoiar a participação da comunidade nacional na preservação do patrimônio natural do país.

Entre os dias 05 e 10 de junho, prefeituras, Ong’s, sociedade e demais órgãos envolvidos com o meio ambiente desenvolverão ações que visam a fazer a diferença no dia a dia.

AÇÕES

O Instituto Akatu preparou um “calendário” com sugestões de simples mudanças de hábito. Entre elas, evitar o uso de canudos e copos descartáveis, fazer pequenos trechos a pé, evitando o uso dos veículos, que na queima de combustíveis, emitem gases de efeito estufa, desligar a luz ao deixar um ambiente, entre outras.

Foto: Divulgação

A BRK Ambiental promoverá, no próximo sábado (09), uma trilha ecológica para seus funcionários e familiares. A caminhada será realizada no Morro do Cruzeiro, em Burarama, Cachoeiro de Itapemirim (ES), e fará parte da programação do Cine.Ema 2018, evento cultural e ambiental patrocinado pela concessionária.

O trajeto da caminhada será conduzido e explicado por monitores capacitados em outras edições do Cine.Ema e acompanhado pelo fotógrafo de natureza e presidente do Instituto Últimos Refúgios, Leonardo Merçon.

Comprometida com a proteção dos recursos hídricos, a Fortlev, há quase 30 anos desenvolve produtos com alta tecnologia voltados para a reservação da água, tanto para pequenos quanto para grandes volumes. “A sociedade ainda precisa se conscientizar mais sobre a importância de aproveitar a água da chuva. Já existem soluções inteligentes para esse armazenamento e aproveitamento em atividades como lavar varandas e carros, regar plantas ou dar descarga no vaso sanitário”, destaca o diretor Comercial e de Marketing da Fortlev, Wenzel Rego.

NO ESPÍRITO SANTO

Na Grande Vitória, as prefeituras junto com a comunidade também estão envolvidas em ações de preservação ao meio ambiente. Em Viana, por exemplo, a Associação dos Catadores de Materiais Recicláveis de Viana (Ascamavi) faz um trabalho em parceria com a prefeitura na realização da coleta seletiva porta a porta.

Empresas, casas e comércios podem aderir e separar o lixo seco que a Ascamavi recolhe e leva para o galpão da associação que fica em Nova Bethânia. Toda segunda e quinta, pela manhã, as integrantes do grupo percorrem a região da Grande Bethânia (bairros Vila Bethânia, Nova Bethânia e Vila Bethânia) para o recolhimento do material que elas utilizam para para confecção de outros produtos.

Já a Prefeitura de Vila Velha está realizando uma pesquisa com os comerciantes do polo de confecções da Glória para avaliação da melhor forma de implementação da coleta seletiva no local. De acordo com a prefeitura, a intenção é implementar ou um Ponto de Coleta Voluntária (PEV), coleta diária ou a instalação dos dois procedimentos nas proximidades das empresas participantes. O objetivo é a implantação da melhor forma de coleta seletiva de resíduos produzidos pelo comércio local.

A programação segue nesta terça (05) e quarta-feira (06) das 13h às 17h, no Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes), em Jucutuquara, com uma exposição do Projeto Abelhas Sem Ferrão e Oficina de Construção de Iscas para Multiplicação de Colônias de Abelhas Sem Ferrão. O evento é uma parceria entre a Associação de Meliponicultura do Espírito Santo (AME-ES) e a Secretaria de Meio Ambiente de Vitória (Semmam).

Em Anchieta, a Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Seman), com a ajuda de alunos e professores, plantaram 100 mudas de árvores para comemorar a data. A ação aconteceu nas áreas interna e externa da Escola Viva do município.

Já nesta quarta-feira (06), será apresentado aos moradores do bairro Nova Jerusalém e adjacência o projeto de construção da sede da Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) Papagaios. O evento irá acontecer a partir das 18h30min, no Centro de Convivência do bairro Nova Jerusalém. O projeto contempla a construção de um parque com mirante, casa de apoio e playground no bairro Nova Jerusalém. A RDS Papagaios abrange todo manguezal de Anchieta.

E no sábado (09), haverá a descida ecológica do Rio Benevente. O trecho do percurso será da entrada das Ruínas Jesuíticas até a foz do rio. A concentração para início do evento será às 7h, na praia central, em frente à agência do Banestes.

Como forma de promover a conscientização ambiental, a Prefeitura de Cariacica realiza uma ação nesta terça, com a retirada de resíduos de um ponto viciado de lixo em Tabajara, seguido pelo plantio de 20 mudas de ipê e pata de vaca, pelos alunos da Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Maria de Lourdes Poyares Labuto, localizada no mesmo bairro. A programação é realizada pela Coordenação de Educação Ambiental da Secretaria Municipal de Desenvolvimento da Cidade e Meio Ambiente (Semdec).

Aproveite as promoções especiais na Loja da Comunhão!