Conheça os destaques da música cristã no Grammy 2019

A cantora cristã Tori Kelly venceu nas categorias de "Melhor Música Gospel" e "Melhor Álbum Gospel". Foto: EFE/EPA/John G. Mabanglo

A premiação reconhece o melhor do mercado fonográfico mundial, considerado o “Oscar da Música”.

A cerimônia de premiação da 61ª edição do Grammy Awards foi realizada na noite de ontem (10), no Staples Center, em Los Angeles, Califórnia (EUA). O maior reconhecimento musical do mundo que inclui todos gêneros musicais, atribuiu à cantora norte-americana Tori Kelly, de 26 anos, o single “Never Alone”, como a ‘Música Gospel do Ano’.

A canção vencedora tem participação especial do cantor Kirk Franklin, 12 vezes vencedor do Grammy. Nome da noite, a jovem levou, ainda, o troféu na categoria de ‘Melhor Álbum Gospel’, com “Hiding Place”. É o segundo álbum da carreira da cantora.

Tori se pronunciou sobre a premiação em suas redes sociais. “Que dia extremo! Eu ainda não sei como eu era de alguma forma capaz de absorver as lágrimas de volta aos meus olhos enquanto eu estava caminhando para aceitar cada um deles [troféus]. Sonhei com isso desde que eu era criança. Nunca pensei que eu iria ficar em 2 [categorias] em 1 noite”, declara.

Tori Kelly

“Eu acho que não sei o que aconteceu – eu simplesmente sei que sou incrivelmente grata e nunca vou esquecer esse sentimento. Toda a glória a Deus. Kirk Franklin, você é meu herói”, agradeceu Tori.

O Álbum

A cantora e compositora Tori Kelly abraça a intensidade ilimitada do evangelho e empurra sua performance vocal como nunca antes no álbum “Hiding Place“. Ela oferece o que Kirk Franklin chama de “esperança-pop”. Uma classificação que ressoa completamente com Kelly. “Uma das coisas que eu quero para este álbum é que as pessoas se sintam animadas e encorajadas quando escutam”, diz Kelly.

“Eu quero que eles saibam que, não importa o que eles estejam passando, há um Deus que os ama tanto e incondicionalmente, e há sempre uma razão para sentir esperança. Isso é o que eu realmente acredito, e eu quero que todos lá fora ouçam meu coração”, continua a cantora.


CATEGORIAS

Melhor Performance/Música Gospel (Reconhece o melhor single do gospel tradicional, raiz ou contemporâneo).
“Never Alone” – Tori Kelly Feat. Kirk Franklin (Composição: Tori Kelly e Kirk Franklin)
Indicados: “You Will Win” – Jekalyn Carr; “Won’t He Do It” – Koryn Hawthorne; “Cycles” – Jonathan McReynolds Feat. DOE; “A Great Work” – Brian Courtney Wilson

Melhor música Cristã Contemporânea (Reconhece o melhor pop cristão contemporâneo, rap/hip-hop cristão ou single de rock cristão).
• “You Say” – Lauren Daigle
(Composição: Lauren Daigle, Jason Ingram e Paul Mabury)
Indicados: “Reckless Love” – Cory Asbury; “Joy” – for KING & COUNTRY; “Grace Got You” – MercyMe Feat. John Reuben; “Known” – Tauren Wells

Melhor Álbum Gospel
• “Hiding Place” – Tori Kelly
Indicados: “One Nation Under God” – Jekalyn Carr; “Make Room” – Jonathan McReynolds; “The Other Side” – The Walls Group; “A Great Work” – Brian Courtney Wilson

Melhor Álbum de Música Cristã Contemporânea
• “Look Up Child” – Lauren Daigle
Indicados: “Hallelujah Here Below” – Elevation Worship; “Living With A Fire” – Jesus Culture; “Surrounded” – Michael W. Smith; “Survivor: Live From Harding Prison” – Zach Williams

Melhor Álbum de Música Cristã Raiz
• “Unexpected” – Jason Crabb
Indicados: “Clear Skies” – Ernie Haase & Signature Sound; “Favorites: Revisited By Request” – The Isaacs; “Still Standing” – The Martins; “Love Love Love” – Gordon Mote


Ouça essas canções na rádio Comunhão


Leia mais

Grammy Latino vai para Fernanda Brum

Aproveite as promoções especiais na Loja da Comunhão!