Descanso: momento de renovação

Programe-se e tenha um momento fundamental de diversão, reflexão e comunhão com Deus e com a sua família.
Você dedica todo o seu talento e grande parte do seu tempo aos estudos, ao trabalho, à realização de projetos e metas. Afinal, isso é importante para trilhar uma carreira vitoriosa e garantir o futuro tranquilo que você deseja para si e sua família. No entanto, tantas atividades acarretam o tão conhecido estresse da vida moderna. Esse desgaste durante o ano faz com que um período de descanso seja não só desejado, mas necessário para a saúde física, mental e espiritual. Você consegue reservar, ao menos uma vez ao ano, um tempo com a família e com Deus, sem pressões, sem cobranças, sem relógios ou cartões de ponto?

Esse tempo normalmente vem através das férias de 30 dias. Mas, se isso não for possível, você pode administrar recessos menores, de 15, 10 dias ou mesmo uma semana. O importante é focar na qualidade de como esse tempo é gasto. Se bem realizado, será lembrado com carinho para sempre pelos membros da família.

Segundo o psicanalista e pastor Marcos Menegone, da Igreja Assembleia de Deus de Barcelona, na Serra, um recesso é uma ótima oportunidade para renovar os laços afetivos com a família e as forças para os próximos desafios. “É um período em que recuperamos nossa energia gasta durante um longo ano de trabalho, que muitas vezes nos aprisiona em atividades rotineiras, causando um sério desconforto emocional. Eu acredito que o tempo com a família deve e pode ser recuperado, e que é importante que se tome alguns cuidados, como, por exemplo, uma programação antecipada, a fim de que as férias não acabem por se tornar mais um problema para a família”, disse ele.

Estabeleça prioridades
Membro da igreja do pastor Menegone, a empresária Flaviane Barreto sabe o valor de um período de descanso em companhia da família. Mãe de Pâmella, Paloma, Matheus e Anna Alice, respectivamente com 18, 12, 9 e 3 anos de idade, ela e o esposo, Petter, programam sempre que possível um período juntos no ano. “Tento reservar o máximo de tempo possível. Claro que tenho que ter o meu compromisso com Deus, mas sempre procuro sair com eles, nos divertir”, frisou. Ela lembra ainda da importância de ter a Deus como o grande companheiro de viagem. “Jesus disse a nós: ‘vigiai e orai’. Tiramos férias do nosso trabalho, da universidade, da escola, dos nossos trabalhos pastorais, mas não podemos tirar férias da presença de Deus. É necessário levarmos Deus para a nossa vida e para as nossas férias. Tudo isso é importante para não nos afastarmos de Deus. Já imaginou se Ele tirasse férias de nós?”, indagou ela, que pretende viajar neste mês para o Nordeste com a família.

O cantor e pastor Carlinhos Félix compartilha o hábito de buscar a Deus quando viaja. Casado com a pastora Adriana Félix e pai de Rafael, Lucas e Davi, Carlinhos acha válida a visita a novas igrejas neste período, tendo com sua família não só um momento de diversão, mas de reflexão e agradecimento pelo ano que passou. “No corre-corre do cotidiano, às vezes você pode estar na igreja aos domingos. Mas quando descobrimos, durante as férias, um lugar com uma boa igreja, é sempre uma agradável surpresa. Você pode ir depois de passear durante o dia. Ir ao culto e adorar ao Senhor junto com os seus familiares é muito importante. Ainda mais quando reconhecemos que esse momento de descanso é presente de Deus”, explicou.

Quando em recesso, não leve o trabalho com você
Mesmo com uma agenda cheia de compromissos, em virtude de sua carreira na música e ainda como diretor de uma escola de adoração, Carlinhos Félix não abre mão de passar um tempo com a família. Em 2012, o destino será Angra dos Reis, no Rio de janeiro. “Nas férias, conseguimos força, coragem e energia para enfrentar mais um ano de muita luta, mas com muitas vitórias vindas da parte do nosso Salvador, Jesus Cristo. Decidimos juntos que entre o final de dezembro e o início de fevereiro sairíamos sempre de férias. Depois dessa decisão, muita coisa mudou em nosso relacionamento. No início, eu sempre ouvia um dizer: ‘larga o celular pai!’ Graças a Deus, aos poucos, fui me libertando”, lembrou.

A “liberdade” deve de fato ser comemorada por Carlinhos, já que nem todos conseguem deixar o trabalho em segundo plano, nem ao menos naquelas poucas semanas. Para se desligar da rotina do trabalho. é preciso vencer hábitos cada vez mais comuns atualmente, como ter sempre à mão um (e até mais de um) celular e checar diversas vezes ao dia a caixa de e-mails.

Para Leonelle Lamas, diretora da Divulgue Outdoor e membro da Igreja Batista de Jacaraípe, a palavra para evitar preocupações ligadas ao trabalho é programação. “Nas férias, procuro me desligar. Deixo tudo programado com antecedência, e quando viajo já está tudo nos devidos lugares, com uma pessoa me substituindo. Eu viajo para um lugar onde não tenha sinal de celular e a internet seja lenta, assim fico descansada”, afirmou.
Casada com Ismael e mãe de Cristiane, Emanuelle e Ismael, respectivamente com 20, 13 e 6 anos, Leonelle afirma que as férias são decididas levando em conta os gostos individuais. “Nesse período, procuramos cada um fazer o que gosta. Mas fazemos refeições e passeios juntos. Férias é descontração, mas sempre juntos. Família é algo sagrado, é alicerce”, analisou.

O alicerce, a base. Ao ter um momento tão especial com sua família e também com Deus, o cristão transforma seu período de férias em algo mais que imagens em um álbum. Ele cumpre a vontade do Senhor e ainda brinda a si mesmo e a todos os seus familiares com momentos únicos, guardados eternamente com carinho no coração.

 

Compartilhe