Bispo Marcos Pereira pede demissão do governo Temer

Demissão foi aceita pelo presidente
Bispo foi acusado de levar propina de sete bilhões de reais da Odebrecht. Foto: Reprodução/ Google

O Bispo Marcos Pereira não é mais ministro de Temer. Ele pediu demissão nesta quarta (3). Pereira, que é presidente do PRB, é o segundo evangélico que deixa o Governo.

Após a saída de Ronaldo Nogueira, pastor da Assembleia de Deus e ex-ministro do Trabalho, o governo Temer agora perde outro ministro evangélico. O deputado Marcos Pereira, que é bispo licenciado da Universal. Ele pediu demissão do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, nesta quarta-feira (3).

O pedido de demissão foi aceito pelo presidente. Pereira publicou em sua página no facebook uma mensagem de despedida:

“Caros amigos, colegas do PRB, povo brasileiro: entreguei hoje ao presidente Michel Temer meu pedido de demissão do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços. Cumpri com muita dedicação esta missão que me honrou muito. Abaixo segue a íntegra da carta. Obrigado a todos os secretários, servidores e amigos que fiz no MDIC nestes 21 meses. Saio satisfeito e feliz”.

Pereira ocupava o cargo desde maio de 2016, quando Temer assumiu interinamente a Presidência da República com o impeachment de Dilma Rousseff.

No ano passado, ele passou a ser alvo de um inquérito aberto no Supremo Tribunal Federal (STF) devido às delações da construtora Odebrecht. Ele teria recebido sete bilhões de reais. Ele também apareceu nas conversas gravadas pelo empresário Joesley Batista, dono do frigorífico JBS.