Apenas 2% da população francesa conhece o Evangelho

Pastor Davi é missionário em Paris, desde 2012. Foto: arquivo pessoal

A realidade é triste! Embora seja um país de primeiro mundo, a França é o país ocidental não alcançado de maior resistência ao evangelho. Apenas 2% da população é considerada evangélica.

Trata-se de um povo secularizado, pluralista, contrário à noção de revelação bíblica e especialmente avesso ao exclusivismo cristão. No entanto, religiões ocultistas são vastamente procuradas e o Islã cresce aceleradamente. Eles representam 10% da população.

O número de cristãos que moram na França atualmente é reduzido. Pelo menos 85% da população é imigrante. E os franceses de origem africana são em mais quantidade. A minoria tem uma visão holística e delicada para não entrar em atrito com o próprio povo.

Segundo relato de alguns brasileiros missionários que moram na França, o cristianismo no país existe, mas de forma bem tímida. É uma liberdade limitada. Segundo a jornalista Edna Abreu, e Douglas Rodrigues, no país é proibido propagar religiosidade. Os dois são membros da igreja Hillsong Music.

Veja o vídeo

Em dezembro do ano passado, o filme “Estrela de Belém” foi proibido de ser exibido para crianças. O fato chamou atenção da imprensa europeia. Mas no próprio país o assunto não ganhou proporção. “Aqui na França eles omitem a questão cristã. E notícias como essa você nem vai encontrar em um jornal francês por que aqui tudo é mascarado e enganado e a cada dia só piora”, diz Douglas.

O filme conta a história do nascimento de Jesus pela ótica dos animais. É uma animação evangelística voltada para crianças. Foi exibido nos cinemas do Brasil em dezembro.

Pastor Marcos Castro lidera uma igreja em Paris. Foto: facebook

“O fato do filme ter sido proibido está silenciando os cristãos de forma indireta, por que o filme é um meio de comunicação. E podemos usar isso como uma prévia pregação e de proclamar o evangelho as crianças. Fica difícil ter a sensibilidade e essa naturalidade é retirada. Isso se torna algo fora da realidade”, declarou o pastor Marcos Castro, que lidera a Igreja Assembleia de Deus Ministério Siloe de Jesus, em Paris.

Todas as questões voltadas para o cristianismo são ocultadas. “Muita gente aqui não está de acordo, mas também não fazem nada para mudar o quadro. E preferem deixar no estado em que se encontra e esperar até que cada um prestará conta do seu”, concluiu Douglas.

Missões na França

Ainda que não apresente ameaças de perseguição física, a França é tida por muitos como o maior desafio missionário da Europa Ocidental. Isso acontece por conta da resistência das pessoas ao evangelho. As investidas missionárias levam em média entre 7 a 10 anos para apresentar os primeiros frutos. E ainda não há registros de sucesso surpreendente através de missões.

Em todo o país são aproximadamente 65 milhões de habitantes. E existem apenas 2.300 missionários e pastores que levam a palavra de Deus. O pastor David Pelosi integra a Missão França desde 2012. Ele e sua família são missionários ligados a agência missionária Heart Cry. E trabalham com a plantação e revitalização da Eglise Bonne Nouvelle, em Paris.

 “Toda igreja presente numa capital global como Paris será necessariamente multiétnica. Porém, nossa visão é a de promover uma sensibilidade missionária dirigida principalmente ao povo não-alcançado francês”, falou o pastor David.

Para conhecer sobre o Projeto Missão França e as estatísticas acesse aqui


Leia mais

Na França, “Estrela de Belém” é proibido de ser apresentado

Aproveite as promoções especiais na Loja da Comunhão!