No Vietnã, Cristão arrisca a própria vida para levar Bíblias a crianças

Cristão distribui bíblias no Vietnã
100 mil Bíblias foram distribuídas para crianças do Vietnã. (Foto: Portas Abertas USA)

Um exemplo de amor por Cristo. Bao, 33 anos, arrisca a própria vida para levar bíblias para crianças no Vietnã. Ele já distribuiu mais de cem mil exemplares das Escrituras sagradas. O país é um dos mais hostis para o cristianismo no mundo.

Bao trabalha com o grupo de apoio à Igreja Perseguida ‘Open Doors USA’ (Portas Abertas) no programa de distribuição da Bíblias.

A maioria da nação é budista. E obriga muitas igrejas a realizar seus cultos em segredo. Mesmo assim, Bao tem arriscado sua própria vida em prol do reino de Deus. Ele já transportou clandestinamente mais de 100 mil Bíblias infantis em todo o Vietnã.

Os riscos vêm com a atribuição de ver as pessoas dedicarem suas vidas a Cristo. Há seis anos o cristão ficou na casa de um homem local, enquanto viajava pelo país e compartilhou o Evangelho com ele.

“Essa área era uma área tranquila, mesmo comunista. Eles não sabiam que Deus é amor. E têm que sofrer sob a escravidão (espiritual). Por isso, quando o Evangelho chegou até eles, seus corações foram quebrados e eles gritavam”, contou.

Vinte pessoas se entregaram a Cristo na época. “Eu e outra pessoa que ficou em sua casa cuidamos dos novos crentes. Quando os novos fiéis se tornaram maduros, fomos com um grupo deles a um lugar longe da cidade principal”, explicou.

As autoridades do governo descobriram sobre o movimento crescente. E invadiram um dos cultos realizados na casa. Por isso,muitos fugiram. Bao foi mantido na prisão por um dia, com as Bíblias e os materiais cristãos confiscados.

“Quando eu distribuo as Bíblias das crianças nas grandes igrejas, elas recebem o livro não só como um presente gratuito, mas realmente como um material precioso para ensinar a Palavra de Deus. Eles também usam este livro para evangelismo. E acredito que está indo mais longe e que seu impacto será ainda mais amplo. A Bíblia das crianças é uma das formas mais fáceis de deixar que diferentes tipos de pessoas conheçam sobre Ele. Continuamos a semear e Deus continua a fazer crescer”, disse.

Conversão

Bão se tornou cristão há 14 anos, enquanto ainda estava no ensino médio. “Eu pensava que a vida não tinha sentido. Eu me sentia vazio, queria me suicidar. Minha casa estava perto de um rio, e muitas vezes eu passei por lá e pensei: ‘E se eu simplesmente pular no rio para morrer ali?”, disse.

Seus amigos cristãos o convidaram para ir à igreja na época, e no início ele lutou para entender por que eles pareciam tão alegres. Bao desafiou Deus a provar que Ele é real, o que ele disse que aconteceu um dia durante o momento do louvor, quando ele sentiu a presença divina. “O Espírito de Deus veio me tocar. Minha vida mudou completamente, e tive vontade de atendê-lo”, contou.