Síria – Confrontos entre rivais deixam 18 mortos

Foto: Reuters

A troca de tiros fez onze mortos e dois feridos entre as forças de segurança do regime de Bashar al-Assad, e sete mortos entre os membros das forças de segurança curdas

Pelo menos 18 combatentes do governo sírio e das forças de segurança curdas apoiadas pelos EUA morreram neste sábado (8), em confrontos na cidade de Qamishli, no nordeste da Síria. Foi o que afirmou o Observatório Sírio dos Direitos Humanos.

“Uma patrulha de três veículos das forças do regime sírio entrou em áreas sob nosso controle na cidade de Qamishlo. Um dos membros da patrulha atacou nossas forças com armas leves e médias, o que nos obrigou a responder”, indicou em comunicado o corpo de segurança curdo.

Os confrontos deixaram 11 mortos e dois feridos entre as forças do regime de Bashar al-Assad. E sete baixas entre os membros das forças de segurança curdas. Em um comunicado, a polícia das Asayish disse ter disparado em uma patrulha militar do governo, depois que ser atacada “com armas leves e medianas”.

O diretor do OSDH, Rami Abdel Rahman, relatou à AFP que “um veículo militar pertencente às forças do regime sírio foi parado em um posto de controle nas mãos das Asayesh”. Estas pediram aos combatentes do governo que saíssem do veículo e eles se negaram.

Segundo a Agência EFE, o presidente sírio, Bashar al Assad, fechou os olhos para o controle do YPG sobre as cidades povoadas pelos curdos desde o levante de 2011 em que seu exército se concentrou em combater principalmente facções rebeldes sunitas que tentam derrubar seu governo. Mas o governo ainda obtém uma parte dos lucros dos campos de petróleo agora sob controle dos curdos.

*Com informações da Agência EFE


Leia mais

Explosão na Síria deixa dezenas de mortos
A ajuda que faz a diferença para as famílias da Síria
Quase 30 mortos em novos bombardeios na Síria
ONU faz alerta de catástrofe humanitária na Síria

Aproveite as promoções especiais na Loja da Comunhão!