México – Casos de feminicídio no país assustam

Foto: Reprodução Web

De janeiro a abril, 258 mulheres foram assassinadas no país.

Os casos de agressões e assassinatos contra as mulheres no México continuam a subir. Foram registrados 258 casos de janeiro a abril. Todas classificadas como feminicídio. Só  abril foram 70 ocorrências do tipo.

As estatísticas apontam que este ano é o mais violento da história recente no México no que refere a agressões e assassinatos de mulheres no país. Dos 31 estados do país, 12 registraram aumento.

Segundo as autoridades mexicanas, se esta tendência continuar, 2018 poderá ser o ano mais violento para as mulheres, superando o de 2015, com 389 assassinatos.

A Lei Geral de Acesso a Mulheres a uma Vida Livre de Violência é de 2007 e tem diferentes interpretações pelos governos estaduais do México. Em 12 deles, há legislações locais que tipificam o feminicídio.

Estatística

Segundo a organização não governamental (ONG) Observatório Nacional Cidadão, a cada 16 minutos uma mulher é vítima de homicídio doloso ou feminicídio no país. De acordo com o relatório, armas de fogo e brancas são as mais usadas. A maioria dos crimes praticados é por crianças e adolescentes com menos de 18 anos. As regiões mais violentas são Baja California, Guanajuato e Guerrero.

Cristianismo

O cristianismo é, de longe, a religião majoritária no México, segundo a Ong Missões Portas Abertas. Mas também existem minorias religiosas, como a comunidade etno-religiosa (devido à grande população indígena) e as comunidades muçulmana, judaica e budista. Embora o México seja um país predominantemente católico, as estatísticas do World Christian Database mostram que a presença protestante está aumentando.

Este é o resultado de uma crescente aceitação da diversidade cristã e a crescente tolerância das conversões entre outras religiões. Outro fator é um crescente interesse pela prática do Evangelho entre os pobres.

Apesar desses fatores, a presença cristã na esfera pública ainda é muito restrita, especialmente no setor político.


Leia mais

No México, mulher enfrenta o perigo e as dificuldades para falar…

Aproveite as promoções especiais na Loja da Comunhão!