Carta aberta a Igreja brasileira

Foto: José Cruz/ Agência Brasil

Documento assinado por pastores traz recomendações para os crentes nas eleições. População evangélica também é conclamada a orar pelo pleito eleitoral. 

Líderes evangélicos de várias denominações evangélicas assinaram a “Carta Aberta à Igreja Brasileira”. O documento recomenda qual deve ser a postura dos cristãos do país no processo eleitoral.

Além disso, a carta pede que os cristãos intercedam pelo país até o fim das eleições. O documento sugere que os evangélicos orem e jejuem pelo pleito eleitoral.

“A Igreja de Cristo no Brasil coloque-se em intercessão constante pelo País nas próximas semanas, até o fim dos pleitos em segundo turno, em jejum e oração, pedindo para que a Santíssima Trindade, por misericórdia, ouça”, diz um trecho da carta.

Entre os pastores que assinam a carta estão Augustus Nicodemus, Geremias Couto, Luiz Sayão, Valmir Nascimento Milomem e Jonas Madureira.

“É uma mensagem de caráter pastoral, sem qualquer alusão a candidaturas específicas, gravitando apenas ao redor de princípios bíblicos que devem nortear a decisão do eleitor cristão. Recomendo fortemente a leitura.”, explicou o pastor Geremias Couto.

Entre as recomendações propostas pelos líderes ministeriais para a escolha dos candidatos estão: “conhecer bem o seu caráter, ideias e a ideologia do partido”. Outro pedido é para que os cristãos fiquem atentos aos candidatos intervencionistas.

“Que os cristão rejeitem candidatos com ênfases intervencionistas na esfera familiar, educacional, eclesiástica e artística. E que repudiem qualquer ideologia que se oponha aos princípios do Reino de Deus, isto é, com a mensagem bíblica”.

Acesse aqui para ler a carta na íntegra


Leia mais

CGADB convoca cristãos para orar pelo país
Jejum e oração contra a corrupção no Brasil

Aproveite as promoções especiais na Loja da Comunhão!