Bolsonaro recebe alta e deixa Hospital em São Paulo

Foto: Reprodução Web

O candidato à Presidência da República, Jair Bolsonaro (PSL), deixou o hospital Albert Einstein, no Morumbi, em São Paulo, neste sábado (29). Foram 23 dias internado após receber uma facada no abdômen durante ato de campanha.

Ao sair do Hospital, o presidenciável seguiu para o Aeroporto de Congonhas, onde embarcou no Rio de Janeiro sob vaias e aplausos. Ao G1, Bolsonaro afirmou que ficou muito tempo afastado, foi atacado e quer “mostrar a realidade”. E que quer desfazer mal entendidos.

“Parte da equipe falou demais. Mas foi tudo de boa fé. E os ataques que foram muitos, se for possível, a gente desfaz”, disse ao G1.

Campanha prejudica

Gustavo Bebbiano, presidente do PSL, informou que o candidato segue com a saúde frágil nos próximos 15 dias. Por conta disso ele não fará campanha de rua. Ele avalia que, com isso, a campanha foi prejudicada.

“Porque a campanha não conta com muitos recursos, não aceitamos doações de empresários, fazemos uma política diferenciada. A campanha vinha sendo feita com base no contato de Bolsonaro com o público”, disse.

O presidente do PSL falou sobre os questionamentos de Bolsonaro a respeito da confiabilidade das urnas eletrônicas. “O que nos incomoda é a impossibilidade da recontagem de votos. A gente tem uma contagem secreta de votos, que fica nas mãos de meia dúzia de técnicos. Infelizmente, isso contraria princípios da publicidade, transparência inerentes à administração pública”, finalizou.

*Com informações da Agência Brasil e G1


Leia mais

Eleições – Nova pesquisa Bolsonaro continua na frente
“Deus quis assim”, diz Jair Bolsonaro

Aproveite as promoções especiais na Loja da Comunhão!