Massacre na Síria deixa 44 mortos

Foto: Reprodução Web

Segundo o Observatório Sírio de Direitos Humanos, aviões de origem russa teriam bombardeado a região

Pelo menos 44 pessoas morreram, entre elas seis menores de idade e onze mulheres, e cerca de 60 ficaram feridas em bombardeios a uma população da província síria de Idlib, nordeste da Síria. A informação foi dada pelo Observatório Sírio de Direitos Humanos nesta sexta-feira (08).

Esse é o maior número de vítimas já registrado em um único ataque desde o início do ano. Segundo a ONG, aviões de guerra, que poderiam ser de origem russa bombardearam na noite desta quinta (07) vários pontos da cidade de Zardana. Mesmo local onde morreram 43 pessoas em ataques atribuídos à aviação russa em março deste ano.

De acordo com o Obervatório, o número de mortos em Zardana pode aumentar porque há feridos em estado grave. Além disso, é possível que sejam encontrados mais corpos sob os escombros dos edifícios que foram danificados. Entre os mortos há um membro da Defesa Civil Síria.

*Com informações da Agência EFE


Leia mais

Ataque de Israel deixa 23 mortos na Síria
Novos Ataques na Síria, Trump diz que vai tomar uma decisão
Síria – Mais de 350 mil mortes em sete anos

Aproveite as promoções especiais na Loja da Comunhão!