“Lançando sobre Ele toda a ansiedade”, mas como?

Pergunta anônima

Os processos de ansiedade são naturais aos seres humanos, pois são respostas fisiológicas em momentos de perigo. As mesmas sensações ocorrem quando o sujeito antecipa ameaças futuras, preocupações com algo que ainda está por vir.

Jesus confirma essa realidade quando, em 1 Pe. 5:7, Ele parte do pressuposto que vivenciaríamos a ansiedade, porém ela deve ser lançada sobre Ele. Dessa forma, nos ensinando que não daremos conta de prosseguir nossa vida sem que a mesma nos adoeça e nos paralise.

Lançamos sobre Ele a nossa ansiedade através da fé, crendo que Ele tem cuidado de nós e continuará cuidando. Se, por quaisquer circunstâncias que eu esteja enfrentando, eu duvidar do cuidado dEle, principalmente pelo fato de que Ele permitiu tal circunstância, eu não conseguirei lançar minha ansiedade sobre Jesus.

Essa é a troca do Calvário. Eu me conecto com Ele e declaro tudo o que está me preocupando, tirando o meu sono, agradeço antecipadamente por seus cuidados sobre minha vida e me aproprio de sua paz que passa a guardar meus pensamentos e sentimentos em Cristo Jesus.

Aproveite as promoções especiais na Loja da Comunhão!