A história de uma capelã hospitalar

Foto: Reprodução

Amanda Moreira decidiu servir outras pessoas como capelã hospitalar, depois que sua mãe acordou do coma.

Em entrevista ao Programa Noite e Cia, da Rede Super de Televisão, exibido dia 1º de outubro, Amanda contou um pouquinho da sua história. Ela resolveu desenvolver o trabalho de capelania hospitalar em Belo Horizonte (MG), depois que a mãe acordou do coma.

Amanda presta serviços de assistência espiritual para pessoas que estão internadas e enfermas. “Em 2014 minha mãe era paciente paliativa e ela ficou três meses internada. Por ser filha única fiquei uns três meses no hospital morando com ela, dia e noite. Minha mãe foi dada como morta. Ficou 52 dias em coma e teve dois AVCs. Teve infecção generalizada e oito paradas cardiorrespiratórias.”, contou Amanda.

Amanda conta que a mãe a abandonou desde o ventre. Ela tinha rancor. Mas a doença a fez repensar a sua situação de vida. E tudo mudou. “Eu acredito que tudo tem um processo. Foi necessário acontecer isso com a minha mãe para que nós duas pudéssemos nos reconciliar. Hoje, sou apaixonada pela minha mãe e foi nesse processo que eu saí do meu antigo emprego. Sabia que havia um propósito para mim naquele hospital”, revelou.

Amanda diz que a melhora da mãe “foi um milagre de Deus”. Desde a melhora da mãe, ela resolveu fazer um trabalho voluntário no hospital. E desde 2014 vai para o hospital ajudar os pacientes.

Confira o depoimento

*Com informações da Rede Super


Leia mais

Milagre! Menina sai do coma após orações
Menina do milagre! História de quem não acreditava em Deus
Capelania Musical para levar o Evangelho

Aproveite as promoções especiais na Loja da Comunhão!