Os 501 anos da Reforma Protestante

Foto: Reprodução

Um movimento que mudou a história da humanidade. Na Câmara Municipal de Aracaju, teve sessão solene em homenagem à data. 

Nesta quarta (31) completa 501 anos de um dos maiores movimentos do mundo: a Reforma protestante. Martinho Lutero anuncia publicamente suas 95 teses na porta da igreja do Castelo de Wittenberg, na Alemanha, que visavam um retorno ao conceito bíblico que “só Jesus salva”.

Segundo o Pastor Carlos Novaes, professor do Seminário Teológico Batista do Sul do Brasil, a reforma protestante teve duas contribuições para a civilização ocidental. Primeiro é que o movimento abriu portas para a modernidade.

“O reformador Martinho Lutero defendia o livre exame das Escrituras. Essa postura deixou aberta a trilha para todos os outros desdobramentos da modernidade, desde o Iluminismo até o conceito de liberdade religiosa”, explicou.

A outra contribuição da reforma foi para a diferença entre igreja institucional e evangelho.  “Devemos nos lembrar que Jesus Cristo não fundou uma igreja institucional. Ele fundou um conceito de igreja. As igrejas institucionais que se aproximam desse conceito, reproduzem o verdadeiro evangelho.

As que se afastam desse conceito, afastam-se do verdadeiro evangelho. Na cabeça dos reformadores havia essa nítida separação entre a fé institucionalizada e a autêntica fé na graça divina anunciada pelo evangelho. Foi por isso que a Reforma aconteceu”, esclareceu.

A Igreja precisa reformar

Segundo o Rev Hernandes Dias Lopes, da Igreja Presbiteriana do Brasil, o que é mais importante lembrar nessa data é que a igreja precisa sempre se reformar. “A igreja precisa examinar a si mesma, checar a sua própria vida, a sua própria agenda para saber se está fundamentada nos mesmos princípios que inspiraram a reforma”.

Além disso, todas as suas ações e condutas devem estar pautadas nas escrituras sagradas, “não importando as novas doutrinas, não buscando experiencialismo estranho das escrituras, pregando com fidelidade e com integridade. E não pode ser seduzida pelas doutrinas estranhas as novidades do mercado da fé”, destacou.

Hernandes conclui. “A Igreja precisa viver de modo digno desde evangelho para que sua vida seja avalista das suas palavras. Dessa forma estaremos astiando a bandeira da reforma com doutrina e vida, com teologia e ética e com credo e conduta”, concluiu.

Sessão solene especial

Na segunda (29), a Câmara Municipal de Aracaju (SE) promoveu uma sessão especial em celebração ao Dia da Reforma Protestante. A iniciativa foi da vereadora Emília Corrêa (Patriota).

“Martinho Lutero foi inspirado pelo Espírito Santo de Deus. Muitos são pastores, mas o que faz a diferença é o Espírito Santo que está dentro de nós. Se estivesse vivo Lutero estaria lutando para combater as fake news e buscando a verdade a qualquer preço”, destacou durante o discurso.

Vários pastores estiveram presentes na solenidade. “Martinho Lutero, como conseqüência da leitura bíblica do livro de Romanos capitulo 1:16,17, diz: “Não me envergonho do Evangelho e, o justo vivera pela fé”, disse o Rev Emanuel de Meneses, da Igreja Presbiteriana 12 de agosto.

Saiba mais


Leia mais

Reforma protestante: cinco séculos de história
A Reforma Protestante trouxe benefícios para a sociedade?
Editora Thomas Nelson lança livros especiais da Reforma Protestante
31 de outubro – Os pilares da Reforma Protestante
Conheça os detalhes da Reforma Protestante

Aproveite as promoções especiais na Loja da Comunhão!